by visaoadm visaoadm

O investimento na internacionalização está já a dar frutos interessantes com a obtenção de clientes novos que poderão vir a ser importantes para o futuro da empresa.

Tradição e Modernidade

Rafael Campos Pereira, Irene Oliveira, José Luís Augusto, Mafalda Gramaxo e Pedro Azevedo.

No passado dia 29 de março uma delegação da AIMMAP, constituída por Rafael Campos Pereira, Mafalda Gramaxo e Pedro Azevedo, efetuou uma visita de trabalho à Fábrica Visão, Lda., uma notável empresa associada com sede na Zona Industrial de Rio
Meão, em Paços de Brandão.

A comitiva da AIMMAP teve então oportunidade de visitar as instalações fabris da empresa bem como de reunir com os sócios-gerentes Irene Oliveira e José Luís Augusto, acompanhados por João Sá Pereira, Diretor de Qualidade e Ambiente, Pedro Oliveira, Diretor Industrial, e Francisco Santos, Diretor Administrativo e Financeiro.
O acolhimento à delegação da AIMMAP por parte dos responsáveis da empresa foi verdadeiramente magnífico, tendo assim sido reforçados os laços entre ambas as entidades.

A Fábrica Visão foi constituída em 1942, tendo-se dedicado inicialmente, em simultâneo, às atividades de serralharia e de fundição. A partir de 1992, já nas suas excelentes instalações atuais, a empresa passou a dedicar-se apenas à atividade de fundição, produzindo primordialmente tampas de saneamento.
A partir de 2007, a Fábrica Visão mudou a sua atividade, ainda no domínio da fundição, para o fabrico de peças técnicas de elevado valor acrescentado. Nesse âmbito, produz peças dirigidas essencialmente aos setores agrícola, naval, ferroviário e alimentar.

O investimento da Fábrica Visão na área da internacionalização está já a dar alguns frutos interessantes com a obtenção de clientes novos
que poderão vir a ser importantes para o futuro da empresa.

No caso concreto das peças técnicas para os equipamentos agrícolas, a empresa possui uma importante quota no mercado português, de aproximadamente 75%. No exercício de 2015 a Fábrica Visão atingiu um volume de negócios de cerca de três milhões de euros, dos quais cerca de 20% representaram exportações diretas. Não obstante, contabilizando as exportações indiretas, as vendas de peças técnicas da empresa ao exterior constituem já mais de 50% da sua faturação total.

Deve, aliás, sublinhar-se o esforço importante que a empresa tem efetuado nos anos mais recentes no sentido de aumentar as suas exportações, efeito para o qual tem investido mais na presença em feiras internacionais. Nomeadamente, tem participado regularmente, com o apoio da AIMMAP, em sucessivas edições do MIDEST, em Paris, aquela que é a mais importante feira europeia no segmento da subcontratação industrial.
Esse investimento da Fábrica Visão na área da internacionalização está já a dar alguns frutos interessantes com a obtenção de clientes novos que poderão vir a ser importantes para o futuro da empresa.

Com um total de 30 colaboradores, a Fábrica Visão tem procurado alicerçar o seu crescimento numa aposta bem consistente em fatores de diferenciação.

Nomeadamente, implementou uma política de qualidade criteriosa, investindo igualmente no domínio da certificação, tanto ao nível de produtos através da CERTIF, como também ao nível do sistema de gestão da qualidade, o qual se encontra certificado pela TUV Rheinland.
Em 2015 certificou-se como fornecedor qualificado de peças para o sector naval pela Bureau Veritas. Para além disso, está dotada de excelentes equipamentos de produção, o que naturalmente potencia maior qualidade e eficiência na produção.

Sendo uma empresa com tradição e história no setor metalúrgico e metalomecânico em geral e no subsetor da fundição em particular, a Fábrica Visão é igualmente uma empresa que se procura modernizar e olhar para o futuro.

Mas deve, em todo o caso, sublinhar-se que o seu processo de modernização tem sido feito com os pés bem assentes no chão. Na verdade, a Fábrica Visão não prescinde igualmente de critérios de gestão muito prudentes. É seguramente por isso que se destaca também por uma forte presença de capitais próprios e uma notável solidez financeira.

Numa altura em que muitas empresas são apontadas de forma negativa pelo facto de se encontrarem excessivamente endividadas e descapitalizadas, o setor metalúrgico e metalomecânico continua a dar bons exemplos de empresas que mostram que é possível crescer de forma financeiramente estável, sem excesso de endividamento e sem riscos de descapitalização.
A Fábrica Visão é claramente um desses bons exemplos. Aliás, ilustrativa dessa vertente da empresa é a circunstância de a mesma ter vindo a ser galardoada repetidamente com o Estatuto de PME Líder.

A Fábrica Visão e os seus sócios gerentes Irene Oliveira e José Luís Augusto, merecem o reconhecimento da AIMMAP e do país pelo magnífico trabalho que têm promovido. Sem quaisquer dúvidas, honram o setor metalúrgico e metalomecânico e prestigiam a AIMMAP pelo facto de se sentirem verdadeiramente comprometidos com esta associação.
Naturalmente, a AIMMAP tudo continuará a fazer no sentido de poder manter a sua contribuição para que a Fábrica Visão continue a crescer, honrando um passado riquíssimo e ao mesmo tempo olhando para o futuro de modo ambicioso e verdadeiramente empreendedor.

FB